Lifestyle

Por Pablo Gomes 03.03.2019

Cauã Reymond revela quais joias não podem faltar em sua mala de viagem

Cauã Reymond começou sua carreira como modelo aos 18 anos de idade, chegou a morar em Milão e Paris. Quando retornou ao Brasil investiu na carreira de ator, que teve início em 2002 quando estreou na novela teen Malhação. Atualmente o ator é garoto-propaganda da linha de relógios da Vivara e durante um evento da marca, concedeu uma entrevista ao RG. Veja a seguir:

SIGA O SITE RG NO INSTAGRAM

Você tem algum projeto novo para cinema? E para teatro?

 
Acabei de rodar com a Laís Bodanzky um filme sobre Dom Pedro I, estou no elenco de um novo filme sobre o qual ainda não posso adiantar nada pois deverá ser anunciado em breve e, paralelamente, vamos começar a tentar colocar de pé o filme Azuis, baseado no livro do Rodrigo de Souza Leão. Este deveria ser o primeiro projeto da Sereno Filmes, minha produtora com meu sócio Mario Canivello, mas o do Dom Pedro acabou andando mais rápido.
 
Fiz duas peças de teatro e penso sempre na possibilidade de voltar ao palco. Gostaria de fazer algo com o Kike Diaz (Enrique Diaz), que além de ótimo ator é um excelente diretor, mas o problema é conseguir encaixar tudo isso na agenda, rs…
 
Você e Goldfarb tem planos para juntar os trapinhos em 2019?

 
Temos conversado sobre isso…
 
Quais joias não podem faltar na sua mala de viagem?

 
Relógio, sempre, cordões e uma pulseira de couro bacana.
 
Além do surfe, qual outra atividade física você gosta muito de fazer?

 
Tenho feito muito boxe e voltei a treinar jiu-jitsu, por conta de um novo projeto que farei adiante.
 
Você já tem convite para alguma novela ou minissérie?
 
Devo fazer a novela da Lícia Manzo, em 2020. Mas antes deve acontecer a terceira temporada de Ilha de Ferro, que está sendo muito bem recebida pelo público e pela crítica.
 
Você tem alguma superstição?
 
Algumas, mas não falo por superstição, rs…

  • Cauã Reymond Foto: Divulgação