Lifestyle

Por Redação 15.12.2015

Diário de viagem: Fatnotronic no festival Trans Musicales

O duo de DJs Fatnotronic acaba de fazer uma participação elogiadíssima no festival hype Trans Musicales, em Rennes, na França. Com um set só de música brasileira, Phillip A. e Rodrigo Gorky levaram o público à loucura e arrancaram elogios do curador do evento, Jean-Louis Brossard.

O festival Trans Musicales foi criado em 1979 e, desde aquele época, tem como pilares refletir a realidade da cena musical, dar oportunidade a artistas emergentes, estimular os trabalhos autorais e promover a experimentação. O ‘Trans’ é considerado um celeiro de novos talentos, e já teve em seu line up nomes como Daft Punk, London Grammar, Major Lazer, Diplo (padrinho do Fatnotronic, vale lembrar), Janelle Monaè, entre outros.

Na edição de 2015, Vintage Trouble, Idiotape e Apollonia foram alguns dos destaques da programação.

A aventura do Fatnotronic, que fez parte da Euro Tour dos caras, foi tão legal que encomendamos um diário de viagem especial. Quem fez o relato direto da França foi a atriz Bárbara Roig, namorada de Phill e colaboradora querida de RG. Confira na galeria ao lado!

  • O Transmusicales é o MELHOR festival, o mais foda que já vimos! O evento aconteceu de 2 a 6 de dezembro Foto: Arquivo Pessoal/Barbara Roig
  • O curador é incrível, Jean-Louis Brossard. De um conteúdo alucinante e uma educação ímpar. Foi ele quem nos recebeu quando chegamos Foto: Arquivo Pessoal/Barbara Roig
  • Fomos de TGV...animal! No trem, havia muita gente do festival. Parecia que estávamos num filme. Povo estiloso, com seus instrumentos... Foto: Arquivo Pessoal/Barbara Roig
  • Chegamos na cidadezinha e ela respirava o festival! Foto: Arquivo Pessoal/Barbara Roig
  • Lugar lindo... Foto: Arquivo Pessoal/Barbara Roig
  • É a cidade dos crepes, ou galettes Foto: Arquivo Pessoal/Barbara Roig
  • Durante a tarde, fomos para uma área onde rolavam entrevistas. Também tocamos para uma rádio local. Tudo muito lindo e organizado Foto: Arquivo Pessoal/Barbara Roig
  • Chegamos às 22h no festival. Profissionalismo incrível, artistas tratados como corresponde. Os camarins eram todos juntos, de madeira, com um catering delicioso Foto: Arquivo Pessoal
  • Os shows rolavam nesses galpões de exposições enormes. Eram quatro apresentações simultâneas Foto: Arquivo Pessoal/Barbara Roig
  • O povo era engraçado, muitos foram fantasiados Foto: Arquivo Pessoal/Barbara Roig
  • Os lounges e espaços dos patrocinadores eram um caso à parte Foto: Arquivo Pessoal/Barbara Roig
  • Mais um dos lounges legais Foto: Arquivo Pessoal
  • Não se usa dinheiro. Você carrega essa pulseira com euros nos caixas, é tipo um cartão pré-pago, e só pode comprar com ela. Isso evita filas! Foto: Arquivo Pessoal/Barbara Roig
  • O Brasil fez muito bonito, foi extremamente bem representado! Foto: Arquivo Pessoal/Barbara Roig
14