Beleza

Por Redação 25.11.2019

Gravidez saudável: cuidados com a pele durante a gestação

A gestação traz diversas mudanças para a vida das mulheres. Com o passar dos meses, é possível sentir alterações físicas e emocionais, ocasionadas por mudanças hormonais e pelo próprio corpo que vai se preparando para abrigar e alimentar o bebê, assim como para fazer o parto.

SIGA O RG NO INSTAGRAM

Especificamente na pele, as alterações mais comuns são as modificações pigmentares, incluindo melasma (manchas escuras), hiperpigmentação (como o escurecimento da aréola mamária) e outros sinais na pele. Porém, também é comum que, durante a gravidez, a mulher sinta um aumento ou aparecimento de acnes, crescimento maior de pelos, mudança nas unhas e até mesmo o surgimento de estrias.

Além disso, por conta das alterações vasculares, as mulheres também podem sentir uma maior sensibilidade – o que, em casos mais extremos, pode resultar em dor ao toque.

O que fazer para amenizar os efeitos na pele

Para que as toxinas possam ser eliminadas do organismo, é essencial que a mulher grávida se hidrate bem. Durante o tempo seco, o uso de um umidificador de ar também ajuda a criar condições mais adequadas nos ambientes em que as mulheres estão.

É necessário evitar produtos com ureia. Ainda que essa substância não faça mal especificamente para a mulher e para o bebê, ela pode permitir a entrada de outras substâncias que sejam nocivas.

O sol também é importante para manter a saúde física – e emocional! A luz solar traz diversos benefícios para o corpo, mas é necessário ter cautela. Os horários em que a radiação solar é mais intensa, normalmente entre 10h e 15h, devem ser evitados. Quando a gestante for tomar sol, é importante o uso de filtro solar e um creme hidratante depois, para que a pele não resseque.

A alimentação pode interferir no aspecto da pele. Dê preferência para alimentos mais leves e nutritivos, pois eles ajudam a manter a pele com uma aparência mais saudável. Alimentos com muita água, como melancia, gelatina, entre outras frutas, ajudam tanto na hidratação quanto na regulação do intestino.

Além disso, as frutas com vitamina C, como goiaba, laranja e acerola, também são indicadas, pois essa vitamina é essencial para a saúde da pele.

Se a mulher grávida já realizava musculação antes e não há contraindicações de seu médico, o mais adequado é que ela continue a fazer esse exercício, mas com moderação. A musculação ajuda na produção do colágeno, que dá mais firmeza à pele.

  • Foto: Divulgação