Moda

Por Marcela Palhão 14.05.2018

O fabuloso (e milionário) mercado da revenda de sneakers

Um público cada vez mais numeroso, principalmente nos Estados Unidos, busca pares de tênis que foram lançados em edições limitadas ou já não são mais produzidos. Foi pensando nessa demanda de colecionadores e fashionistas que lojas de revendas de sneakers conquistaram o mercado americano.

Nomes como Stadium GoodsGOAT StockX reúnem centenas de calçados lançados por diversas marcas a preços bem mais salgados que os originais, que já não são mais encontrados. Essas lojas nasceram preenchem um vácuo antes alimentado apenas por sites como o eBay ou transações pessoais.

A Stadium Goods, inaugurada há 3 anos, se estabeleceu como referência para os sneakerheads por revender edições raras ou limitadas. Na loja, você consegue encontrar um Nike Jordan 1s assinado por Virgil Abloh (estilista da Off-White e da Louis Vuitton) por 2.750 dólares (mais de 9.800 reais) – o preço original da peça não chegava a 200 dólares.

Outro par que chama ainda mais a atenção pela valorização é o Adidas PW Human Race NMD TR, nascido de uma parceria da marca com Pharrell Wiliams. Para levar a relíquia para casa, o comprador precisa desembolsar 12.35o dólares (cerca de 44.332 reais).

Em entrevista ao New York Times, John McPheters, fundador da Stadium Goods em parceria com Jed Stiller, afirmou que a mudança foi impulsionada por “homens que agora estão aprendendo a tratar a moda como um esporte – da maneira como as mulheres sempre trataram o mundo fashion”.

Segundo o empresário, a questão não é a utilidade das peças, mas a maneira do novo homem expressar sua identidade. “Tênis são a maneira mais flexível e aceitável para esses novos homens obcecados por compras de transmitir a própria personalidade, “, analisa.

Um sinal do sucesso da Stadium Goods são as parcerias com nomes como a LVMH (holding francesa que reúne marcas como Louis Vuitton, Dior e Givenchy) e acordos como o estabelecido com a Farfetch, e-commerce especializada em comércio de luxo online, para revender peças exclusivas a seus clientes.

Segundo McPheters uma das maiores demandas vem da China, onde parte dos modelos não são lançados. Por isso, interessados chegam a gastar até 10 mil dólares em uma única compra.

No chamado Single’s Day, dia de promoções feita pelo site chinês Alibaba para competir com a Black Friday, a Stadium Goods chegou a registrar 3 milhões de dólares em vendas. A empresa afirma que arrecadou cerca de 100 milhões de dólares em mercadorias no ano passado.

Diferentes modelos

Competindo nesse mercado, a GOAT segue um modelo diferente, o chamado “envio para verificação”. Fazendo a ponte entre o vendedor e o comprador, quando uma venda é efetuada, o produto é enviado ao centro de distribuição da marca para uma verificação de qualidade e autenticidade, para só então ser encaminhado a seu destino final.

Investidores já enxergaram que o mercado é promissor. Só a GOAT recebeu mais de 97 milhões de dólares em aportes financeiros. Com a fusão com a Flight Club em fevereiro deste ano, a empresa tem hoje o valor de mercado estimado em 250 milhões de dólares.

O ator Mark Wahlberg e o rapper Eminem, por sua vez, apostaram na StockX, fundada por Josh Luber e Dan Gilberte (dono do Cleveland Cavaliers, time de basquete americano). A revendedora de sneakers segue a premissa básica do mercado: os preços variam de acordo com a demanda.

No lançamento do modelo LeBron James 14 Nike, que teve apenas 46 pares produzidos, a empresa organizou um leilão por três dias e as peças foram vendidas por 6 mil dólares cada. Logo depois, o site da StockX possibilitou que os compradores já revendessem o produto, sem nem mesmo tê-lo tocado, a outros compradores que não puderam participar ou não ganharam a disputa.

Nova modalidade de compras

Diferente de outros mercados, a revenda de tênis não é movida por novidades. Muito pelo contrário. Segundo Stiller, da Stadium Goods, essas empresas formam um microcosmo: “Muitos varejistas dependem do que as marcas estão lançando no momento, nós não. Noventa e cinco por cento dos nossos estoques são modelos que não estão mais no mercado ”, explicou ao New York Times.

A demanda é fortemente influenciada por personalidades fãs de sneakers e referências de estilo, como Kanye West, Travis Scott, ASAP Rocky, Virgil Abloh and Jared Leto. Os investidores afirmam, segundo aponta o jornal, que quando esses famosos usam um peça, as vendas crescem e os preços disparam.


 

  • Loja física da Stadium Goods, referência no mercado, em Nova York. (Foto: Reprodução / Instagram)