Top

5 dicas de como se proteger de golpes cibernéticos em tempos de coronavírus

Foto: Reprodução/Pixabay

O Covid-19 transformou a vida das pessoas ao redor do planeta. Além de cuidados relacionados à saúde, como isolamento social e home office – se possível, dentro das limitações de sua profissão, nesta época de incertezas e acesso digital em grande escala é preciso estarmos atentos aos golpes cibernéticos.

SIGA O RG NO INSTAGRAM

Os fraudadores digitais normalmente se aproveitam desses momentos de vulnerabilidade da população para se aproximar das pessoas e aplicar golpes. Esses golpes acontecem de maneira das mais variadas, como se passar por amigos, atendentes de serviços, familiares, ou mesmo clonarem alguma informação.

Para evitar esse tipo de situação, aqui vai uma relação de cinco dicas fundamentais para você se prevenir destes ataques. Elas foram sugeridas pelo especialista em prevenção a fraudes da FICO América Latina, Fabrício Ikeda.

1 – Não clique em qualquer link ou baixe aplicativos de fontes desconhecidas.

Álcool gel de graça, mapa para rastrear o vírus em tempo real, máscaras entregues na sua casa, informações secretas de uma teoria de conspiração, passagens aéreas de graça. Esses são exemplos de golpes para roubar informações pessoais (CPF, nome, endereço, etc) e realizar possíveis ataques de phishing ou ransomware que comprometerão suas informações e dispositivo móvel ou computador. Essa dica vale para qualquer mensagem recebida via WhatsApp, naquele grupo da família ou de e amigos, ou por e-mail.

2 – Desconfie de quem bate em sua porta

Vemos e escutamos muitos atos altruístas de profissionais de saúde, policiais, empresas e pessoas comuns, porém assaltantes também podem aproveitar da situação disfarçando-se de agentes de saúde ou com a desculpa de realizar testes ou coletar exames. Em caso de suspeitas de pessoas que entram em contato com você (seja por telefone, WhatsApp, e-mail etc.), ligue para a polícia imediatamente e não abra a porta. Alguns laboratórios cancelaram o serviço de coleta de exames domiciliar, portanto valide a informação no site oficial e não no primeiro que aparece na lista de buscas.

3 – Não encaminhe toda mensagem para todos os seus grupos

Apesar da notícia prometer curas caseiras milagrosas ou algo totalmente ao contrário como uma mensagem apocalíptica, controle seus instintos para não encaminhar uma possível fake news para todos os seus grupos de amigos e colegas de trabalho. Verifique antes sua veracidade, há inúmeras fontes de imprensa e sites que validam fake news. Não somente a desinformação é prejudicial, mas também suas contas de mídias sociais podem sofrer consequências como bloqueio temporário ou cancelamento. Sempre cheque em um portal de notícias confiável e não acredite em conspirações.

4 – Cuidado redobrado com compras online

Compras online mesmo antes da pandemia já exigiam atenção especial como verificar a confiabilidade do site, validação de segurança ou usar cartões virtuais. Isso continua valendo, porém muitos sites maliciosos ou cópias de sites idôneos (phishing) oferecem produtos relacionados ao coronavírus com ofertas imperdíveis. Atenção redobrada. Por exemplo: se o álcool gel está em falta no mercado, mas no site X ele está com desconto imperdível, com certeza isso é um golpe!

5 – Proteja suas informações

Em tempo de home office, a recomendação é não utilizar dispositivos pessoais para realizar tarefas de trabalho e vice-versa. Nem ter informações do trabalho em serviços de armazenamento em nuvem não autorizados pela empresa ou e-mail pessoal. Além de problemas legais que isso pode acarretar, incluindo demissão por justa causa, suas próprias informações pessoais podem ser vazadas indevidamente em caso de algum problema de segurança.

 

Mais de Lifestyle

© 2020 - RG - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - SITE PARCEIRO DO UOL UNIVERSA

O material deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido, armazenado em cache, ou usado, exceto com a autorização prévia por escrito da RG.

logo Elav