Lifestyle

Por Redação 14.04.2019

Nova Honda CB 1000R é de tirar o fôlego

Durante a última década a expectativa dos motociclistas foi se modificando no que diz respeito ao tipo de motocicleta desejada. Do ponto de vista da performance, um patamar de excelência foi atingido. No entanto, em relação ao design, restou ainda muito campo para inovações.

SIGA O RG NO INSTAGRAM

A Honda nunca teve receio de aplicar sua vasta tecnologia e criatividade para propor motocicletas com personalidade inédita, que se destaquem na paisagem, oferecendo a seus usuários sensações únicas tanto do ponto de vista estético como em termos de funcionalidade técnica.

A CB 1000R é um exemplo desta busca pelo novo, associando às conhecidas características das naked streetfighter – potência bruta e vocação esportiva – o charme do estilo café racer, reinterpretado de maneira exclusiva e original.

Nascida a partir de um projeto 100% inédito, a Honda CB 1000R foi idealizada para oferecer uma pilotagem que exalta as sensações dos amantes da tocada esportiva como também é capaz de satisfazer aqueles que buscam uma motocicleta para ser levada de maneira tranquila. Esta dupla identidade está na raiz do conceito Neo Sports Café inaugurado pela CB 1000R, que sob qualquer perspectiva – estética, emocional, tecnológica ou de desempenho – é um modelo destinado a entrar para a história.

A CB 1000R espelha a intenção dos projetistas em levar ao extremo o capricho nos detalhes. O motor oferece elevada performance – nas três primeiras marchas, até os 130 km/h, a CB 1000R é mais rápida que a CBR 1000RR Fireblade. Todavia, tal performance é plenamente desfrutável com a ajuda de uma sofisticada gestão eletrônica.

O comando do acelerador do tipo TBW (Throttle By Wire) oferece ao piloto um controle exato da potência. Os quatro Riding Modes possibilitam alterar o nível de potência, do freio-motor e da intervenção do controle de tração. Três dos Riding Modes são pré-ajustados: em Rain a potência fica no nível mais baixo, o freio-motor em nível intermediário e o controle de tração em nível elevado. No modo Standard o nível de potência, do controle de tração e do freio-motor é intermediário para os três parâmetros. No modo Sport a potência é ajustada em nível pleno, e tanto controle de tração como de freio-motor estão no nível menos intrusivo. O quarto e último modo é o User, que permite determinar o nível de cada um dos parâmetros de acordo ao gosto do piloto, e inclusive desligar o controle de tração.

O peso a seco é de apenas 199 kg, e a elevada potência de 141,4 cv proporcionam à Honda CB 1000R uma relação peso-potência comparável à de superesportivas que reinaram nas pistas poucos anos atrás. Tal realidade justifica escolha de componentes de alta especificação para a parte ciclística – suspensões e freios – que, em conjunto com o chassi monotrave de aço, oferecem a dirigibilidade esperada para uma naked de última geração. O preço sugerido é de R$ 58.690.

  • Foto: Divulgação
  • Foto: Divulgação
2