Cultura

Por ligia kas 24.11.2019

Manu Gavassi se prepara para show em SP

A cantora e compositora Manu Gavassi está se preparando para estrear show em São Paulo de seu EP “Cute But Psycho”, que ela lançou no ano passado, além da segunda parte – “Cute But (Still) Psycho”, que teve lançamento neste ano. Desde então, vem em um processo de composição e criação com parcerias e muita emoção que envolve seu amadurecimento. O show em SP será no dia 18 de dezembro.

Embora também seja atriz, produtora e escritora, é na música que Manu se realiza, ela literalmente “respira” sons. “Brinco que quando sinto algo muito verdadeiramente eu preciso de uma música para ouvir e me identificar. Quando não acho essa música (desse exato sentimento que eu quero), eu escrevo sobre e lanço eu mesma”, diz.

A artista conversou com RG e contou sobre seus projetos, sua relação com moda, beleza e diz estar apaixonada. Sobre as redes sociais, diz que lida bem com as críticas: “Eu dou risada. Acho que já cheguei em uma fase que realmente não ligo mais”, explica.

Leia íntegra da entrevista:

Como foi o processo de criação das músicas?

Eu já tinha essas músicas escritas há mais de um ano, que falam sobre relacionamentos que vivi. Eu não sabia como lançá-las, aí veio a ideia de ligar para o Lucas Silveira, que conheço há anos, que  curtiu a ideia e produzimos as músicas no estúdio dele. As fotos fizemos em Paris com a mesma estética do EP que lancei ano passado “Cute But Psycho”, e como tudo faz parte do mesmo universo, soltamos essas músicas como uma segunda parte desse projeto [“Cut But (Still) Psycho”, neste ano]. Para mim fez muito sentido lançar dessa maneira porque sentia que essa “era” ainda não tinha acabado.

Como você escreve as letras?

Brinco que quando sinto algo muito verdadeiramente eu preciso de uma música para ouvir e me identificar. Quando não acho essa música (desse exato sentimento que eu quero), eu escrevo sobre e lanço eu mesma. Risos.

Você vai fazer algum show de lançamento deste EP?

Pretendo fazer sim, mas ainda estamos em processo de criação.

Procura focar seu futuro na carreira musical? Em quem você se inspira?

Sim e não. Meu passado, meu começo foram bem musicais, depois eu descobri que também amava outras vertentes de arte e de criação. No momento estou amadurecendo essas outras vertentes para conseguir otimizar até a minha música, então estou amadurecendo isso com calma para poder lançar trabalhos que cada vez mais me orgulhem e me representem. No Brasil poucas pessoas veem a música dessa maneira, com conceito, e isso é o que mais curto fazer: pensar no pacote completo. É um processo difícil e leva tempo, mas sim, vejo a música no meu futuro apesar desse tempo de amadurecimento e estudo que estou vivendo. Tenho várias inspirações como Taylor Swift (que sempre falo), Lilly Allen, Charli xcx e saindo um pouco das cantoras pop, eu falaria o Donald Glover, que também escreve, produz e consegue usar isso na música como naquele filme que ele produziu “Guava Island”.

Você foi para Paris para assistir ao desfile de Paco Rabanne. Qual é a sua relação com a marca? 

Tenho uma parceria com Paco Rabanne Perfumes e cada vez mais me identifico com a transformação atual da marca. Existe uma preocupação em ser original, com a arte, com diferentes personalidades de diferentes nichos fazendo parte, e em reviver a alma da marca (como essas bolsas e vestidos de metal e de aplicações brilhantes do final dos anos 60 quando a Francoise Hardy, que era uma cantora francesa gata e talentosíssima, era a garota propaganda). Fico muito feliz em poder trabalhar com uma marca que me identifico e admiro faz tempo.

Você costuma frequentar a temporada de moda internacional? 

Agora, sim. Risos. De uns tempos para cá tenho frequentado bastante por conta do trabalho com a Paco Rabanne e com a Tommy Hilfigher.

Quais são suas grifes preferidas?

Paco e Tommy. Hehe

Como é seu ritual de beleza? O que usa?

Protetor solar! E cremes manipulados pela minha dermatologista. Sou bem paranoica com pele porque já tive manchinhas e agora tento cuidar o máximo possível.

Você faz sua própria maquiagem?

Faço. Sei fazer um básico bom. Aprendi na necessidade. Risos. Viajando a trabalho nem sempre consigo maquiadores que gosto, então acabei aprendendo a me virar.

Está apaixonada? Se sim, pode nos contar por quem?

Estou. Mas por quem aí já é informação demais… Risos.

Sabemos que você é bem ligada nas redes sociais, como lida com elas? Fica olhando outras contas, acompanha?

Sou e não sou. Tento não ficar parabólica e nem ficar ligada demais na vida dos outros. Uso bastante as redes sociais para referências e para conhecer artistas, marcas, pessoas interessantes. Uso para me inspirar.

E como faz quando recebe críticas, te incomoda?

Eu dou risada. Acho que já cheguei em uma fase que realmente não ligo mais.

Quais são os próximo planos?

Férias! Hahaha mas ainda tenho trabalho antes disso. Vou finalmente fazer um show em SP[no dia 18 de dezembro] . Faz tempo que não me apresento aqui na minha cidade e estava sendo carinhosamente cobrada. Hahaha. Este ano aprendi e estudei muito. Acho que foi um ano mais introspectivo, então vai ser bom me dar de presente (e para galera que me acompanha e gosta do meu trabalho) esse show e depois férias de fim de ano na praia que eu tanto amo.

  • Foto: Fernando Tomaz
  • Foto: Fernando Tomaz
  • Foto: Fernando Tomaz
  • Foto: Fernando Tomaz
  • Foto: Fernando Tomaz
  • Foto: Fernando Tomaz
  • Foto: Fernando Tomaz
  • Foto: Fernando Tomaz
8