Top

Kanye West troca de nome e faz discurso pró-Trump na televisão

Kanye West nunca negou seu lado polêmico ou segurou sua boca na hora de opinar. Mas existe um aspecto em sua vida que o rapper quer mudar: seu nome.

SIGA O SITE RG NO INSTAGRAM

O cantor, também conhecido como YeezyPablo, usou suas redes sociais para informar que de agora em diante, ele quer ser chamado de Ye, inspirado no nome de seu álbum “Yeezus”

“O ser formalmente conhecido como Kanye West. Eu sou YE”, tweetou Kanye (ou Ye). Acompanhando o aviso, o marido de Kim Kardashian mudou seu nome em seus perfis no Twitter e no Instagram. E a mudança de nome não foi a única polêmica envolvendo o cantor neste final de semana.

Substituindo Ariana Grande, Ye se apresentou no programa “Saturday Night Live”, neste sábado (29). Seguindo uma tradição do show, todos os convidados voltaram ao palco ao final da apresentação e foi neste momento que Kanye aproveitou para fazer um discurso que não foi ao ar. Mas, para nossa sorte, o comediante Chris Rock compartilhou tudo em seus stories.

Usando um boné com o logo do presidente Trump, “Make America Great Again”, Kanye cantou: “Quero chorar agora/Homem negro em América/Supostamente deve manter tudo o que sente escondido agora”. “Você tem uma situação em que precisa de um diálogo e não de uma diatribe”, continuou o cantor.

Mas o momento mais chocante foi quando Kanye falou abertamente sobre racismo e seu apoio à Trump. “Tantas vezes, eu falo com uma pessoa branca sobre isso e eles dizem ‘Como você pode gostar de Trump? Ele é racista.” Bem, se eu estivesse preocupado com racismo, já teria me mudado da América há muito tempo”, confessou Ye.

“Siga seu coração e pare de seguir sua cabeça. É assim que somos controlados. É assim que somos programados. Se você quer que o mundo vá para frente, tente amar. Obrigada a todos por me dar essa plataforma”, finalizou o cantor.

Mais de Cultura