Cultura

Por ligia kas 12.09.2018

Beth Moon: a fotógrafa que ama as árvores

A fotógrafa Beth Moon viaja pelo mundo documentando algumas das maiores, mais antigas e raras árvores do mundo – árvores de sangue de dragão no Iêmen, maciços carvalhos ingleses, sequoias gigantes, baobás em Madagascar e antigos pinheiros na Califórnia.

SIGA RG NO INSTAGRAM

Para ela, é fundamental manter a imagem real do que são antes que, por ventura, sejam destruídas por “tempestade, doença, ganância ou descaso”. “Eu fotografo essas árvores porque sei que as palavras sozinhas não são suficientes e quero que suas histórias continuem a viver. Eu fotografo essas árvores porque elas podem não estar aqui amanhã.”

Em suas fotografias, Moon demonstra uma apreciação mágica e intuitiva das maneiras pelas quais o tempo, a memória e a natureza definem nossa compreensão do lugar do homem no universo.

Para ver mais: bethmoon.com

  • Foto: Divulgação/bethmoon.com
  • Foto: Divulgação/bethmoon.com
  • Foto: Divulgação/bethmoon.com
  • Foto: Divulgação/bethmoon.com
  • Foto: Divulgação/bethmoon.com
  • Foto: Divulgação/bethmoon.com
  • Foto: Divulgação/bethmoon.com
  • Foto: Divulgação/bethmoon.com
8