Cultura

Por Redação 10.08.2018

R$ 333,8 mi: Hockney pode ser o artista vivo mais caro

Nem sempre artistas têm a sorte de ver sua obra valorizadas enquanto estão vivo. Muitos dos grandes nomes da pintura, inclusive, só brilharam depois de mortos, como Vincent van Gogh, El Greco, Henry Darger, Claude Monet e outros.

E nada como ser uma exceção e ainda poder ser tornar o artista vivo mais caro em um leilão. É isso o que pode acontecer com o pintor britânico David Hockney, de 81 anos. Uma de suas pinturas, “Retrato de um Artista (Piscina com Duas Figuras)” recebeu oferta de US$ 80 milhões (R$ 333,8 milhões, aproximadamente) feita pelo investidor bilionário Joe Lewis.

SIGA RG NO INSTAGRAM

Atualmente, o preço mais alto pago por um artista vivo é de US$ 58,4 milhões (R$ 222 milhões, aproximadamente) para a obra “Cachorro de Balão (Laranja)”, do americano Jeff Koons.

A coleção de arte pessoal de Lewis possui peças de valores incalculáveis de nomes como Pablo Picasso, Henri Matisse, Francis Bacon e Lucian Freud.

A notícia sobre a oferta ainda não é oficial porque os escritórios de Lewis não responderam aos questionamentos e as fontes que revelaram a notícia pediram para não ter o nome divulgado. Vamos aguardar e torcer para que Hockney seja o mais novo “sortudão” do mundo da arte.

  • "Retrato de um Artista (Piscina com Duas Figuras)" Foto: Reproldução/davidhockney.co