Top

Murdoch: “we are sorry”

Magnata da comunicação fará mea culpa depois do escândalo do “News of The World”

Deu no Finantial Times: o milionário Rupert Murdoch, dono do grupo de comunicação “News International” (The Times, The Sun, Fox, etc, etc) deve humildemente oferecer um “mea culpa” ao público inglês neste final de semana por conta do escândalo das escutas telefônicas protagonizado por seu jornal, o sensacionalista News of The World. Anúncios nos maiores veículos ingleses dirão: “We are sorry” depois de comprovada a falta de decoro do jornal, que escutava conversas de artistas, políticos, da realeza, as minhas e as suas.

O anúncio se une à demissão de Rebekah Brooks, CEO da News International, que saiu do grupo depois do fechamento do News of the World, o jornal que mais vende na Inglaterra. “Desculpe pelos sérios erros que ocorreram”, dirá o anúncio, uma carta de Murdoch aos ingleses. “Estamos profundamente penalizados pelas dores que sofreram os indivíduos afetados. Nos arrependemos de não ter agido rapidamente para resolver as coisas. Percebo que simplesmente me desculpar não é suficiente.”

A carta de Mr Murdoch será publicada dias depois de uma entrevista ao The Wall Street Journal em que ele minimizava os erros do seu jornal.

Mais de