Moda

Por Redação 12.03.2018

Hubert de Givenchy, fundador da Givenchy, morre aos 91 anos

Hubert de Givenchy, fundador da grife francesa que leva seu sobrenome, morreu na noite de sábado (10), aos 91 anos. O anúncio foi feito pela família na manhã desta segunda-feira (12).

Designer respeitado no mundo da moda, Givenchy ganhou fama global à frente da maison por vestir membros da aristocracia britânica e a atriz Audrey Hepburn, musa declarada do estilista.

O fundador esteve à frente da direção criativa da grife desde 1952, quando a Givenchy abriu as portas, até 1995, quando se aposentou.  No meio do caminho, vendeu a marca para o conglomerado LVMH em 1988, com a condição que permanecesse a frente da área artística. A transação, na época, movimentou cerca de US$ 45 milhões.

Depois de sua aposentadoria, nomes como John Galliano e Alexander McQueen ocuparam a direção criativa. O último a assumir o posto foi Riccardo Tisci, que deixou a grife recentemente e agora é o novo manda-chuva das operações da Burberry. Atualmente, quem comanda  o cargo na Givenchy é Clare Waight Keller, saída da Chloé e a primeira mulher a ocupar este cargo na marca.

Uma das criações mais famosas do estilista é o vestido presto, conhecido mundialmente como Little Black Dress, usado por Hepburn na cena de abertura do filme Bonequinha de Luxo. “As amáveis roupas de Givenchy me davam o sentimento de me tornar em qualquer personagem que eu representava”, chegou a dizer a atriz sobre a colaboração com o designer.

 

  • Em 2002, anos após dua aposentadoria, Hubert foi condecorado com a medalha Gran Cruz de la Orden Isabel la Católica