Cultura

Por Redação 11.04.2018

Peça de Oscar Niemeyer destruída em incêndio será exposta na SP Arte

Seis anos depois de sua morte, o arquiteto Oscar Niemeyer terá seu trabalho exposto na SP Arte deste ano. Trata-se de uma poltrona preta estofada de couro, criada pelo designer em 1980 para decorar o Memorial da América Latina.

A mobília passou mais de 30 anos em frente ao painel “Agora”, de Victor Arruda, e a ideia de Niemeyer era que os visitantes usassem os diferentes encostos da poltrona para ter diferentes pontos de vista sobre a obra de arte.

Em 2013, no entanto, a peça foi destruída por um incêndio que atingiu o Memorial da América Latina e coube à companhia colecionadora de artes ETEL conduzir o restauro da peça, um processo que durou quase cinco anos.

O design se mantém original, assim como uma pequena parte de sua tapeçaria, mas foi preciso construir uma nova estrutura. Agora, totalmente restaurada e fiel à proposta de Niemeyer, a peça volta a ser exibida a partir desta quarta-feira (11) na Bienal de São Paulo, como parte da mostra “Únicos e Múltiplos”.

Organizada pela ETEL, a exposição ficará aberta durante toda a SP Arte e reúne, além do trabalho de Oscar Niemeyer, obras de outros dois grandes do design brasileiro: Jorge Zalszupin e Paulo Werneck

  • IMG_1787