Cultura

Por Redação 11.10.2017

Nara Roesler em Paris

A Galeria Nara Roesler investe em mostra fora do Brasil. Com apoio do Ministério da Cultura da França, Artur Lescher apresenta “Porticus”, sua primeira individual em Paris, no Palais d’Íena. A curadoria é de Matthieu Poirier, que, aliás é historiador da Artecom doutorado na Sorbonne. Qualificado o suficiente, portanto.

A expo terá esculturas e instalações, muitas criadas especialmente para a ocasião. Proposta como a observação da exatidão geométrica da arquitetura clássico-moderna do edifício de Auguste Perret.
“Os Pêndulos”, por exemplo, evocam instrumentos vibrantes ou fontes magnéticas, sensíveis às perturbações do espaço arquitetônico e ao trânsito do observador. Tal relação se evidencia quando suas formas alongadas e simétricas, calculadamente suspensas e sujeitas à força da gravidade, interferem modificando o sóbrio e austero entorno, ao mesmo tempo que se deixam interferir por ele.

Esta vibração, por outro lado, é equilibrada por Rio Léthê, que evoca o apagamento e o esquecimento, e evidencia o uso das construções de narrativas como elemento estruturador da poética do artista.