Cultura

Por Redação 03.10.2017

“Ready Made in Brasil”

Quem não se lembra da “Fonte”, obra de Marcel Duchamp, um urinol que chocou o mundo artístico há exatos 100 anos, quando apresentou o trabalho em exposição no Salão de Artistas Independentes de Nova York. A polêmica girava em torno de fato: “qualquer objeto cotidiano pode ser arte, então?”. Provou-se que sim.
Agora, o curador Daniel Rangel e a N+1 arte e cultura armam a mostra Ready Made in Brasil, no Centro Cultural Fiesp, que mostra um panorama da influência readymade na produção artística do Brasil em diferentes gerações, partindo doas 1960. Com 50 artistas, estarão obras de Lygia Clark, Wesley Duke Lee e Nelson Leirner, sendo esses dois últimos, membros do importante Grupo Rex, atuante em São Paulo entre 1966 e 1967.
A exposição também apresenta trabalhos dos principais artistas da geração dos anos 1970, sobretudo, daqueles que foram influenciados pela arte conceitual. Entre os trabalhos expostos estão ainda obras de Tunga e Hélio Oiticica , dentre outros super.

“Ready Made in Brasil”

Galeria de Arte do Centro Cultural Fiesp
Av. Paulista, 1313
De 10 de outubro a 28 de janeiro de 2018

  • Alexandre da Cunha Título: Portrait Artista: Alexandre da Cunha Ano: 2010 Fotografia: Edouard Fraipont